quarta-feira, 27 de julho de 2011

Confissões de amor (im)possível.

Tem noites que não durmo... ou durmo pouco,
eu fico pensando em tudo sabe?
Penso nas poucas horas incertas, onde estamos juntos , onde tudo é certo , apesar de tudo estar no lugar errado.
Apesar de eu me sentir em pleno inferno ao lembrar de nós, me sinto em completo paraíso também e isso tudo é enlouquecedor, mas não consigo deixar de sentir ou de querer ; amo! e amo muito mesmo.
Faço planos á longo prazo, véu, grinalda , cachorro, gato e janta. E mesmo sabendo que não posso, meu sorrir corta meu rosto, dividindo- me em alegria e esperança.
Sei que meu mundo vai desabar quase que em contagem regressiva (5,4,3,2,1 dias) 
Eu tão bem sei que tento me preparar pra ser forte aguentar, a sua ausência ou seu Adeus.
Não sei qual a potencia do meu amor em seu peito, se ele aguentará o calibre de tantas fortes mudanças, não sei, não penso, quer dizer penso , mas enfim...deixa tudo isso pra lá.

terça-feira, 26 de julho de 2011

"- se você deixar de existir, leva com você o que sou..."

Quando a gente fez amor...
a gente se olhou nos olhos e bem fundo.
{falamos de amor em silencio}

Você me sentiu, me beijou, deitou-se sobre minha carne e me fez imortal.
Sacramentou nosso amor com um juramento carnal e tão profundo, era amor e não tinha como
voltar atrás.
Quando me amou, quando eu te amei...quando fomos um,
o mundo parou, nada mais era igual, nada mais "era" ou "existia"
só o universo e os nossos corpos cansados.
Nesse dia, fizemos o amor, fizemos com amor,  fizemos amor, nos fizemos felizes.
Façamos pra sempre...por toda eternidade...
Eu antes era, agora sou...
Ame meu corpo, minha alma...me ame, amor!

domingo, 24 de julho de 2011

Alguma coisa

Tem alguma coisa no seu olhar que faz minha mente viajar...

Tem alguma coisa na sua voz que faz meu coração disparar...

Tem alguma coisa nos seus gestos e movimentos que faz com que eu dance sozinho te olhando, mesmo sem ouvir músicas tocando...

Tem alguma coisa no seu toque que faz com que eu estremeça e me arrepie toda vez que encosta em mim...

Tem alguma coisa no seu sorriso que faz com que todos os meus problemas e preocupações desapareçam e um raio de alegria e calor preencha meu coração...

Tem alguma coisa no seu abraço que faz com que meus medos, incertezas e inseguranças saiam de minha mente, e a paz, a calma e a tranquilidade tomem conta de todo o meu ser...

Tem alguma coisa na forma como pensa que faz com que eu me sinta medíocre diante de tanta genialidade...

Tem alguma coisa no seu andar que me hipnotiza e me faz perder o rumo...

Tem alguma coisa em você, alguma coisa que não consigo expressar em palavras, mas é uma coisa fantástica que me faz feliz, que faz com que eu me sinta grande, feliz, amado!

Essa coisa mágica, única, diferente de qualquer coisa que já vi na minha vida tomou conta do meu ser e me faz querer ser mais, querer ser melhor, querer ser bom osuficiente para merecer isso pra mim...

E eu vou tentar, vou ser melhor, vou ser merecedor dessa "coisa" gostosa que faz com que minha vida seja completa, essa "coisa" fantástica que me faz entender exatamente os filmes românticos e as músicas melosas sobre amor.

Vou tentar, vou conseguir! Não só por mim, por você, por nós...

sábado, 23 de julho de 2011

Livre

- o que sente quando está no alto?
A instrutora de Pole Dance pergunta do alto da barra de ferro.
Suas poucas 6 alunas observavam atentas aos movimentos rápidos e fortes daquela mulher.
No canto Ela se preparava pra começar, ajeitava as botas e o rabo de cavalo nos cabelos:
- "tou" pronta!
A instrutora novamente pergunta, só que agora só para Ela:
- o que sente quando está no alto?
Ela sorri subindo:
- não estou no alto... e acho que vai mais algumas aulas pra chegar.
a instrutora novamente pergunta, só que séria:
- o que sente quando está no alto?
Ela sorri, e continua subindo... e quando percebe está presa apenas por suas pernas na barra de metal, estende os braços e grita :
- ME SINTO LIVRE!
A instrutora aplaude e responde de baixo:
- vale á  pena a dor nos braços, nas costas e os tombos ...tudo isso vale á pena, só pra sentir isso ! essa liberdade.
Ao descer tomou um copo d'agua, olhou-se nos espelhos gigantes fixados em todas as paredes, lembrou de sua paixão secreta...e inevitavelmente remeteu seu sentimento á dança de outrora.

-Ah meu amado... Não posso gritar "te amo" pro mundo ouvir, vou chorar, vou sofrer, vai doer e vou ter que te esperar...mas tudo valerá a pena , quando me sentir livre presa pra sempre em seus braços.
Ajeitou-se estendeu as mãos até a barra...era a hora de subir.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Alerta

- eu valho á pena...devo avisar, você vai ver... eu valho muito á pena!



Em sinal de alerta ela se arruma:
- hoje é sexta! e não vou passar mais uma sexta em casa! não mesmo!
Ela queria mais, estava cansada de estar sempre no mesmo lugar , estava cansada da sua casa, do seu namorado, do seu emprego, de sua família e até de seus poucos amigos...ela dejesava mais.
- Amor, vamos comigo?
Por telefone o namorado responde :
- não , não dá...
Ela insiste:
- vamos?
Ele retruca:
- não, vá, se quiser ir vá, minha querida.
Ela entende que deve ir, ela quer ir, ela precisa ir... e vai
- que cansativo, não dá mais, não quero mais.
Sobe no salto, ajeita o jeans, solta os cabelos e voa... livre pro mundo, que nunca mais havia enxergado!



quinta-feira, 21 de julho de 2011

Sorrindo...


...e os momentos que passamos juntos serão eternos, não pelas fotografias, nem pelos videos ou e-mails, mas sim pela intensidade que marcaram o meu coração.
Amigos = tradução do cuidado de Deus na Terra.

terça-feira, 19 de julho de 2011

 Às vezes somos dois,
às vezes um e ainda mais vezes um mais um.
De todos os passos e acasos, muitos casos.
Mal resolvidos, interpelados, mas bem vividos.
Reflexos de sonhos, ideais, expectativas.
Refletidos em nós, sucumbidos por todos.
Dia a dia, dia de sol e de penumbra.
Somos dois, numa mesma vida e por todas nossas vidas.
Um mais um

...na espera de viver ao lado seu...por toda minha vida...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Nossa casa

"...Vem cá meu bem, que é bom te ver o mundo
anda tão complicado e hoje eu quero fazer, tudo por
você "
(O mundo anda tão complicado- Legião Urbana)
Nossa casa tem três quartos,
dois banheiros, duas salas, uma cozinha , um quintal e um jardim
com uma hortinha dessas que a gente compra pronta na feira de quarta.
Nosso quarto , tem nossa cara, nosso jeito, nosso apego, nosso cheiro, nossas coisas, nossos troços, o meu micro,o seu game, nossos livros, cds e porta  retratos, que nos mostram viagens lindas : Búzios, Vegas e Londrina.
Na cozinha,no topo da geladeira um pinguim sorridente, as contas á pagar dentro de um pote enfeitado de sorvete e a semaninha de pano de prato fica dentro do armário, por que lembra que eu disse- foi o pior presente do chá de cozinha.
E na sala tem o sofá, que se falasse daria dó, ainda bem que ele é mudo , ainda bem, ainda bem meu bem que ele não fala...
Na lavanderia a maquina que quebrou, o tanque onde coloquei os LPs até achar um canto da sala pra guardar.
O quartinho da nossa menina, lindo com todas as Barbies que ela tem, todas as panelinhas e bolsinhas , badulaques ...é o castelo da princesinha que você me deu.
E o outro é o futuro, quem sabe um irmãozinho? quem sabe mais um morador pra esse lar doce lar?!
Nossa casa, é o lugar onde mais gosto de estar, é meu lugar , é seu lugar além de seu coração, que também é meu lar.

O lustre

Subiram até o quarto:
-apago a luz?
Ele pergunta ...foi menos que um minuto de pergunta,mas o bastante para ele captar e sentir a vibração do local,
ela não fazia parte daquilo, então ele apagou as luzes.
- consegue me ver?
Ela responde sentada na cama:
-sim , meu amor , consigo te ver...
Deitou-se , tensa, não era sua primeira vez, mas nada ajudava, estava em território que não era seu ...
olhou para o teto e viu um lustre como o lustre do quarto da casa de sua avó.
- Sinto-me mais em casa (pensou)
Fechou os olhos, ele a beijou...
enganou-se ...era sim sua primeira vez. 

domingo, 17 de julho de 2011

Linhas tuas...linhas nuas, linhas nossas...


- eu te amo...
- eu amo você meu amor...
- não consigo mais ficar sem você...
- eu preciso de você.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

O dia em que amei mais

Amei muito e foi rápido
crescendo ...consumindo, tomando lugar e quando vi , não só amava mas amava mais...
E então ao te olhar eu só sabia ver algo meu, algo que não se explica com palavras ou com canções, ou com qualquer outra coisa que seja , justamente por ser : inexplicavelmente lindo.
Amar alguém é de fato algo importante ( creio eu) mas quando se ama mais...ah meus queridos! eu amo mais! amor de mais e tanto ... que destrói toda duvida de que amor não existe.
Eu sei que amar pra mim é algo vital, é algo que me impulsiona e move meu ser, sendo sincera sem amor eu não sou, pois sou toda amor, metade de mim : amor, outra... parte do que sou o MEU AMOR!
Olhar o ser humano, tão falho quanto você, sorrir com ele, chorar com ele, compartilhar com ele tudo ... não existe presente maior , dádiva talvez?! não sei.
Preciso me ver em seus olhos... preciso me sentir em sua alma, eu preciso te amar...
por que preciso sentir esse amor...
e Hoje... é o dia
em que te amei mais.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Carta ao meu amado marido

Querido que saudade...
na correria do dia a dia , tenho me contentado com algumas poucas horas com você ao meu lado,
me refugio nos pequenos momentos de nós dois e isso é o que tem me dado forças.
Você é um ser humano lindo, é tudo aquilo que sempre sonhei, quando te vejo ainda sinto arrepios e
borboletas á voar em meu ventre, seu sorriso me faz sorrir ,qualquer sinal de preocupação em sua testa
me faz preocupada também, por que afinal é assim que tem de ser, eu por você sempre e você por mim também.
Correndo, trabalhando, fazendo a vida... mas o amor tá aqui dentro do meu coração, me esquentando, me protegendo e me garantindo um belo sorriso nos lábios.
Zelo por nós, por tudo isso que construímos, essa cumplicidade no olhar, esse nosso carinho transbordante que chega á contagiar á quem nos vê juntos, essa nossa paixão, o seu cuidado comigo ( mesmo quando diz que tenho que dormir, descansar e eu não paro de falar na sua orelha!)
Quando eu tou dodói você cuida de mim e quando você tá resfriado eu tou do seu lado (com as aspirinas á mão claro!) e é por essas coisas e todas as outras que toda noite peço á Deus que conserve nosso amor, nosso respeito, nossa amizade, nossas risadas...e tudo mais da gente.
A correria do dia á dia...bem, a gente supera... a gente sempre superou tanta coisa...somos dois bravos guerreiros cada um ao seu estilo.
Precisava te escrever essa carta, pra dizer que fico feliz em ter sido a única na sua vida a desligar seu botãozinho do " escolher entre amar ou não amar"  e que meu dia não seria nada hoje...sem você!


" Os amores mais bonitos são os que suportam as coisas mais bobas... "

Carta ao meu marido

Querido que saudade...
na correria do dia a dia , tenho me contentado com algumas poucas horas com você ao meu lado,
me refugio nos pequenos momentos de nós dois e isso é o que tem me dado forças.
Você é um ser humano lindo, é tudo aquilo que sempre sonhei, quando te vejo ainda sinto arrepios e
borboletas á voar em meu ventre, seu sorriso me faz sorrir ,qualquer sinal de preocupação em sua testa
me faz preocupada também, por que afinal é assim que tem de ser, eu por você sempre e você por mim também.
Correndo, trabalhando, fazendo a vida... mas o amor tá aqui dentro do meu coração, me esquentando, me protegendo e me garantindo um belo sorriso nos lábios.
Zelo por nós, por tudo isso que construímos, essa cumplicidade no olhar, esse nosso carinho transbordante que chega á contagiar á quem nos vê juntos, essa nossa paixão, o seu cuidado comigo ( mesmo quando diz que tenho que dormir, descançar e eu não paro de falar na sua orelha!)
Quando eu tou dodói você cuida de mim e quando você tá resfriado eu tou do seu lado (com as aspirinas á mão claro!) e é por essas coisas e todas as outras que toda noite peço á Deus que conserve nosso amor, nosso respeito, nossa amizade, nossas risadas...e tudo mais da gente.
A correria do dia á dia...bem, a gente supera... a gente sempre superou tanta coisa...somos dois bravos guerreiros cada um ao seu estilo.
Precisava te escrever essa carta, pra dizer que fico feliz em ter sido a única na sua vida a desligar seu botãozinho do " escolher entre amar ou não amar"  e que meu dia não seria nada hoje...sem você!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Juntinhos


"bom, descansa amor, dorme,
amanhã te vejo, te beijo, te cuido
durma com os anjos minha amada
estarei com você em seus sonhos
e você comigo nos meus
beijos minha amada"

e todas as mulheres do mundo dizem : amém!
                     

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Ilegal

"Anyhow, anyhow
I wish you both all the best
I hope you get along"

 
Chegou cedo,abriu o consultório
Fazia algum tempo que trabalhava para ele,
Um Dr. muito querido por seus pacientes e pelos
funcionários do condomínio comercial, onde estava lotado
 o consultório.
Ela arrumou as guias dos pacientes, ajeitou a sala de consultas
ao modo dele, ajeitou as flores e sorriu satisfeita.
As pacientes achavam o Dr. uma simpatia só e ele realmente era,
ela por sua vez discretamente tolerava o assédio das fãs do Dr.
Ser secretária do homem de sua vida não era tarefa fácil,
todos os dias tão perto e tendo que manter distancia, afinal:
- onde se ganha o pão não se come a carne!
Enfim, ele chegou, o dia iluminou-se coloridamente, ela sorriu e passou as ultimas
coordenadas, ele por sua vez sorriu dizendo:
- obrigado minha linda, adoro você!
Ela discretamente responde:
- Dr. também te adoro, quero tanto te dar um abraço, pena que estou aqui...
Ele retribui:
- Deixe a agenda dar um time , nem que eu tenha que me trancar com você ali no cantinho...mas eu preciso de um abraço seu.
Ele começou seu ofício e ela deu continuidade ao dela,
sentia -se importante e necessária na vida dele.
Começou a sentir uma leve dor de cabeça e ele estava ali, medicando, cuidando:
- está melhor minha linda?
Ela se sentia querida, protegida e amada.
O dia cheio, vários pacientes a recepção cheia, toca o telefone e ela atende:
- Consultório Médico, bom dia?
A  voz responde séria:
- Quero falar com o Dr.
Ela solicita fala:
- Ah ele está em consulta, quem deseja?
A voz segura responde:
- É a esposa dele!
Desmontada de sua auto estima, com o coração quebrado:
- só um minuto senhora...vou chamá-lo
Ela segue até a sala dele , não consegue olha-lo de frente , discretamente diz:
- Dr. a sua esposa.
e Ele nada responde, apenas atende ao fone.
Ela por sua vez se afasta, não queria ver, não queria enxergar, era a realidade : ela não era importante, muito menos necessária.
Foi para casa, com o coração em pedaços...
- sim deveria ser ilegal magoar o coração de uma mulher!
...virou a esquina e sumiu nas ruas da cidade.




domingo, 10 de julho de 2011

O Cabaret


Noite fria na grande São Paulo, anos40, ela se arruma, unhas e boca pintadas de carmim ...subiria ao palco para mais uma de suas inúmeras apresentações, a casa estava cheia (de homens)  e ela era sempre a única naquele lugar que nenhum homem podia ter, apenas cantava, diferente das outras "mulheres da vida" que ali trabalhavam.
Ajeitou suas plumas, seu anel de brilhantes e o seus cabelos negros encarou o espelho, aqueceu sua voz quando sentiu uma mão quente em seus ombros:
- Baby?
Ela olha para trás, era o homem á quem ela mais desejava...
- Óh querido, me assustou, quando entra em meu camarim assim meio que por assalto eu simplesmente me assusto! sou tola, tolinha sou...
Gagueja e fala sorrindo.
Ele percebe a reacção da estrela da noite, retira a capa e o chapéu.
- o que cantará hoje?
Ela:
- bem, eu ainda não decidi entre duas canções, mas ao subir no palco saberei o que fazer e os meninos da orquestra saberá me conduzir.
Ele olhava atentamente os contornos definidos da boca da estrela, pintados de carmim, uma boca tal qual um morango vermelho no inverno Paulista.
Ela queria aquele homem, ele por sua vez era muito bem casado e a esposa era um grande exemplo de mulher de família ( o oposto de uma cantora de cabaret...fato)
- por que sempre vem nas noites em que me apresento? sua esposa sabe que estás aqui?
Ele responde firme:
- venho por que gosto da sua voz, do seu cheiro, da sua pele...do seu beijo.
Ela estremecida pela investida do galã o questiona :
- mas como falas do meu beijo, se nunca provaste... como fala da minha pele se nunca á tocara em toda sua vida?
Ele sorri a encarando ainda mais firme:
- não preciso provar para gostar senhorita!
Ela sabia que jamais arrumaria um marido, era cantora de cabaret... sabia que nenhum homem jamais iria respeita-la, era suja e não era cristã...era pagã  e profana, queria aquele homem, o desejava sedentamente...mas não conseguia sujar-se mais.
- Querido, é chegada minha hora.
Ela sobe , segura o microfone...
canta, o encara...
ele olha de longe, de chápeu e de capa.
Ele desejava aquela mulher e não tinha medo ou vergonha de se sujar...
Termina a noite e ele volta ao camarim:
- quer que eu  te leve em casa senhorita?
Ela:
- tomarei um taxi, mas obrigada.
Ele a puxa pelo braço:
- beije-me querida!
Ela o estapeia no rosto:
- respeite-me! és casado!
Ele a puxa mais forte e contra o peito dando lhe um beijo no queixo:
- oras! beije -me !
Ela resmunga poucas palavras...sem muito sentido.
Ele a aperta :
- beije! ordeno que beije-me agora!
Então ele a puxa agressivamente, colando os lábios masculinos na boca de morango da estrela.
Ela:
- odeio você!
Ele:
- não mesmo!
...Ela sai, entra no carro dele...
já era suja mesmo...

sábado, 9 de julho de 2011

O Quadro e a Carta

Um belo dia ele levantou-se cedo da cama  e foi arrumar as coisas de sua falecida mãe, uma mulher sensível e sempre muito alegre,
Chegando na velha casa, onde uma plaquinha no quintal dizia " Na casa da vovó , pode tudo!".
- Quase dois anos que mamãe partiu!Pensava o homem de 40 anos.
Subiu as escadas, rumo ao quarto onde tudo estava coberto por plásticos e tecidos, abriu um velho baú , onde ficavam as tintas e pincéis de sua velha mãe, pegou a chaves
do ateliê e foi até lá.
Lá só havia um quadro, uma mesa perto de uma janela que dava vistas á um pequeno jardim de rosas amarelas e hortelã.

(quadro da artista plástica Ivete Corsi) 
-Levarei esse quadro para casa!O filho tira a tela do cavalete e do cavalete cai um papel bastante empoeirado.
Curioso o filho abre e limpa a folha perfumada e ali reconhece a letra de sua mãe.
Era uma carta:
"Meu Eterno Príncipe...
...estou te escrevendo depois de tudo que aconteceu,
sei que faz tempo, mas se está lendo isso é por que infelizmente não ficamos juntos até meu fim.
Devo dizer que tive uma vida linda, assim como havia pretendido ter,
tive um marido atencioso, filhos queridos , 2 cachorros, 1 gato e 2 tartarugas de agua.
Se está lendo isso é por que está vivo, e espero que essa carta te econtre gozando de muita paz e saúde.
Os anos sem você foram difíceis no começo, mas depois fui me acostumando com a ausência, me permiti conhecer novas pessoas,
mas isso não apagou você de minha mente e muito menos do meu coração, porém a vida segue e consegui prosseguir mesmo sem ti.
Algumas vezes em que sai para passear com as minhas crianças no shopping, te avistei em lojas de departamento com uma moça muito linda,
fui tomada por um grande ciumes até escutar a bela moça te chamar :
- Papai olha só que blusa linda!
Poderia ter ido te dar um -oi!
Mas simplesmente virei-me de costas, sai á francesa, pois no meu coração tinha a certeza de que havíamos feito a coisa mais certa á se fazer, e
que qualquer aproximação poderia acarretar em uma volta ( que podia dar muito certo ou não...e pelo sim , pelo não, decidi não arriscar).
Nossas vidas seguiram rumos opostos e ainda assim tenho a certeza que à sua forma você também está sendo feliz, assim como também fui.
Meu querido, estou te escrevendo , por que descansarei em meu sono eterno com a plena convicção de que você foi o único á quem amei profundamente.
Parti feliz por que me permiti ser feliz ao seu lado e se não aconteceu de ficarmos juntos até meu fim , ainda assim valeu muito á pena.
Um dia meu filho me perguntou qual era a arma secreta para se conquistar uma garota , sabe o que respondi?
- saiba fazê-la rir, saiba escuta-la, saiba ajudá-la quando ela precisar, saiba abraça-la de forma que a conforte e proteja e sempre diga á ela o quanto ela é linda e especial.
Ele sorriu e disse que eu era a melhor mãe do mundo e também a mais esperta pelos toques que dei á ele...mas nós sabemos com quem aprendi essa lição...
talvez com o único homem que realmente amei, você.
E na velhice, meus filhos se casaram e tiveram meus netos ( lindos e fortes) , suspiro tranquila...fiz filhos que me deram belos netos.
Eu me formei em mais faculdades do que imaginava e sabe aquele antigo sonho de pintar telas? enfim pintei muitas telas, e minha arte se espalhou pelas casas dos meus amados
parentes.
Junto á esta carta te mando também uma das ultimas telas que pintei, com o símbolo de nosso afeto.
Boa noite, te encontro na eternidade de meus sonhos."

O filho chorava e então começava a entender o por que da mãe ser tão reflexiva e romântica. Não sentiu raiva dos sentimentos de sua mãe, muito menos á culpou por sentir tudo aquilo
estando ao lado de seu falecido pai, ele a respeitou.
Passada algumas semanas, uma bela mulher de cabelos cacheados recebe uma encomenda, em nome de seu pai sobe as escadas e o entrega:
- Papai uma encomenda por senhor!O velho homem... chora, olha para o quadro e fecha os olhos.
suspira:
- Boa noite meu bebe, te encontro na eternidade de meus sonhos...

...musicas para namorar...


This life can be
Such a lonely place
I hear the laughter
As I fall from grace
I fall from grace
Now I am branded
With original sin
World without end

sexta-feira, 8 de julho de 2011

A Maçã

                          
Eu não procurei por nada disso, e não posso me culpar, por que simplesmente não decidi sentir isso...
                Eu redescobri em mim tantas coisas, meu bem não encare isso como uma intimação mas...

quando eu olhei em seus olhos, aconteceu uma estranha sensação que á muito tempo eu não sentia.
Foi uma confusão de coisas
inexplicáveis, perdi o rumo e só consegui enxergar você.
Nossas direções sempre estiveram postas, sempre na contramão dos meus desejos, a vontade contra a razão.
Quando estou perto de você minha vontade é esquecer minha vida e o que sou e me oferecer em sacrifício, me jogar em seus braços como num precipício,
me deixar morrer de prazer.
Paixão é um fruto proibido e você é meu fruto proibido, meu coração bate forte, descompassado, correndo perigo, parece até que os outros vão ouvir, isso não faz sentido.
Não consigo entender as minhas emoções
você me faz rir, me faz queimar, me alucina e me faz delirar.
A vida me pregou uma peça, não digo que não e nem digo que sim, pois o que sinto eu tento guardar só para mim, pois você é um sonho (delicioso)
 que não posso ter.

De noite na cama

Ela não sabia como encara-lo por muito tempo, ficava visivelmente abalada,era uma espécie de transtorno gostoso de se ter, hora ela provocava , passava na frente do sujeito para que ele pudesse observa-la e hora se escondia por que ao notar que havia sido notada não aguentava a pressão do olhar dele.
Um jogo de cão e gato, de Tom e Jerry, com a diferença que não havia o mais esperto ou o mais bobão, apenas dois espertos bobalhões.
Ele se aproxima dela, com muita proximidade , ela por sua vez controla o calor que sobe e esquenta sua face , tornando-a vermelha feito uma pimenta dedo de moça.
O dia todo troca de elogios, carinhos, olhares e ao cair da noite:

- deixa eu ajeitar uma coisinha aqui!
Ela se aproxima, ele também, ela não o encara, disfarça e diz que vai embora.
Chegava perto,mais perto.
- Deixa eu pegar minha bolsa.

Fuga constante, ela foge com uma vontade louca de ficar, de abraçar, de beijar...o seu TOM
 ( ou seu Jerry?!)
Em casa, resolve problemas,limpa ali, cozinha ali e vai trabalhar no computador, abre mil vezes sua caixa de mensagens, nada, nenhum sinal...
Ela não dorme, revira na cama  e toma um chá...
sentira uma imensa vontade de tê-lo em sua cama, para acarinha-la , beija-la e fazê-la dormir.
Um vídeo tape começa á rodar em suas paredes, quando ele tocou levemente suas mãos tremulas de vergonha, ou quando ela o convidou á fugirem pra algum lugar onde pudessem se esconder do mundo e sorri.
Sorrindo, revirando na cama e revirando a caixa de mensagens, ela escuta uma canção.
Ela só queria colo...ela queria seu TOM (ou seu Jerry?!)


...hum...boa madruga...

quinta-feira, 7 de julho de 2011

A Alma


A alma, da fonte e do meu ser...
 E não adianta ir muito longe, eu sempre me deparo comigo mesma
me olhando lá no fundo, lá dentro.
Lembro de quando eu era criança, eu tinha mania de fazer livrinhos, daqueles com papel sulfite e caneta BIC duas cores , eu tinha mania de meter á fazer tudo ao mesmo tempo, como se quisesse não pensar em nada
mas é isso, era isso mesmo, eu realmente não queria pensar.
E na adolescencia, eu piorei, me meti em várias encrencas, queria ser uma Natália completamente diferente da Natália que era eu!
Pra quem não sabe isso se chama Mitomania rs !
Crises existenciais, algumas lágrimas, alguns anos de terapia, algumas confusões e muito tempo perdido, até eu notar que o grande segredo da minha felicidade, era encarar a vida como ela realmente é.
Me encarar e me achar um ser humano incrível, por que é o que sou...e é o que você é, e é o que somos , desde que aprendemos que todos nós somos responsáveis pelo que nos cativa.
 e nem precisa ler o Pequeno Príncipe pra sacar isso.
Eu falho, eu penso coisas feias, falo alguns palavrões e ás vezes falo mal de alguém que não curto, e faço fofoca com amigas, durmo com creme contra espinha na cara e sempre que levanto de madrugada pra beber café.
Eu escrevo muito quando estou com a mente cheia de questões ou quando amo, ou quando apenas estou excitada com o que vai acontecer.
E eu sou chata, eu falo alto, eu choro quando penso que alguém que amo pode morrer.
E por ser eu, e ser tão eu mesma , eu me sinto NUA ...mas mais feliz do que nunca, por ser tão complexa e tão REAL.
Então eu vou me permitir errar.
Pecar.
Sonhar.
Chorar.
Dançar.
Querer.
Ser.
...por que nada é proibido! nada!
- UM Beijo ao meu terapeuta Zé!

Mais

Eu quero seu beijo,
seu cheiro,
seu colo,
seu apego
e meu apelo
é que seja meu (hoje) por inteiro.

Eu quero seu abraço,
seu laço,
seus traços,
suas linhas,
minhas linhas
todas nuas, todas nossas
e só meu (hoje) por inteiro.

De hoje em diante...
agora ou depois...
vida á fora ou de noite!
Imagino só nós dois...

Meu bem não
existem mais mistérios o
universo inteiro sabe , desse meu querer...

Queria sentir sua vibração,
unir nossa emoção
e fazer de nós uma linda canção,
real e bonita melodias que
iluminam...á quem nos escutar
dia e noite
ou nunca...

...Mais...

Eu só quero você!
Eu só quero...

Nosso desejo

Nossos corpos se merecem...
Traga sua boca até a minha
ela pede a sua incansavelmente
E traga junto á ela toda tua fome,
toda tua fúria , todo teu desejo
isso tudo é o que anseio, agora aqui em meu quarto...
Traga sua pele, seu cheiro, seus abraços
e dê tudo á mim
eu mereço, sou uma boa menina,serei obediente, pode apostar!
Traga seu carinho, seus mimos e teu jeitinho
tudo que me dá prazer ,Te faz ter prazer, serei teu prazer
Muito prazer: sou eu


quarta-feira, 6 de julho de 2011

terça-feira, 5 de julho de 2011

La rose Jaunit

Ao se despedir ela fugiu do abraço...mas se rendeu ao toque, ao chegar perto.
Um abraço torto, meio sem jeito...ela estava entregue e ele também não estava mais tão firme.
Tudo cai por terra quando existe uma doçura inexplicável nos pequenos gestos.
Ninguém é tão firme que não resista á um bilhete , um chocolate, um remédio, uma flor de papel ou até mesmo um sorrir de lado.
Ela não sentia tanta culpa em sentir tudo que estava sentindo, não podia escolher entre sentir ou não sentir, afinal "sensações" estão longe de serem escolhidas.
Havia um mistério gigantesco  no olhar dele, e ela tentava á todo custo entender o que cada olhar dizia, sem muito sucesso, ela voltava vazia e sem respostas, porém completamente zonza e embriagada da doçura que cada olhar á remetia.
Transportava pra dentro de si um renovar da auto estima, sentia-se até atraente.
Dizia á si própria ao retocar o batom ...confessava ao espelho :
- Ele disse que sou bonita...
Não se sentiu mais tão culpada , sentir não era feio.
Deitou-se  e entre as mãos o pequeno mimo ofertado .
Olhava o mimo de papel:
- Ele disse que sou bonita...

"débiteur la rose jaunit mon chéri"

Contador Novo!

Pessoal do TBC primeiramente gostaria de agradecer á todos pelas visitas e comentários!
(Vocês são uns lindos!)
Estarei colocando um novo contadorzinho aqui ...então fiquemos com o Adeus de :
Visitas!
Beijos

Amo te amar!

Amo seu cheiro, amo seu sorriso, amo seu olhar,

amo seu cabelo, amo seu tornozelo

amo essa forma de amar!

Amo sua barriguinha, amo com certeza essa vontade que me dá

essa vontade de te amar!


Amo seus pezinhos, amo nossos smellinhos

Amo esse arrepio que você me dá

Amo essa vontade de te amar!

Amo com tesão, amo de todo coração, amo com a intenção

a intenção de te amar



Amo a sua boca, amo seu gosto

Amo essa vontade que me dá

Vontade de te amar, amar com amor

Amar com sabor, amar com calor

Que só você me dá



Amo sua inteligência, amor sua paciência

e o seu olhar!

Amo te amar, amo sonhar

sonhar com a vida que quisermos levar

Juntos com esse amor feito para

Amar...
* vide autor em marcadores

segunda-feira, 4 de julho de 2011

P...D

Te olhar sorrir, falar, explicar
te ver...daqui de onde estou te enxergo...
te ver
ah pai amado! te vendo como estou! vendo você.
Parece que hoje era só o que eu queria ver, só
o que eu precisava enxergar e nada mais importa 
Nem a falta de canetas no mundo e nem o frio lá fora.
Eu te vejo e só isso importa.
Pra lá , mais pra direita não te vejo...
volte á esquerda meu querido,
volte para onde minha vaga vista pode de longe te avistar.
Meu olhar acaricia seus cabelos, toca teus lábios,
te põe á ninar.
E mesmo quando um ou outro cobrem minha visão, ainda meu olhar caça
o seu...que longe não nota o meu ou talvez nem sinta a existencia do meu mirar.
Te olhar, hoje ...e amanhã 
que presente! 
Faz o meu dia melhor...me faz melhor, me faz sonhar. 

domingo, 3 de julho de 2011

Caminho de casa

Enfurecida:
havia brigado com o namorado, e seu amigo á acompanhava no trajeto pra casa.
-e eu não vou tomar o onibus, vou andando ...


- onde você mora?

Ela não presta muita atenção, responde :
- na minha casa !
Depois de perceber a besteira que disse, ela e ele sorriem cumplices da bobagem.
Ele não estava bem, seu casamento passava por uma crisezinha ( coisas bobas de qualquer casal) , estava um pouco adoentado então uniram as vibes "tipo dor de cotovelo" e seguiram rumo ao caminho da casa dela.
Falavam besteiras, coisas bobas, piadinhas e convites :
- bem, assim que estiver com meu cachecol em mãos irei usa-lo para o mal...
Uma prosa á toa e o caminho sempre tão longo ficou curto.
- cheguei! quer descer e tomar um chá? Ela o convida.
- Não, eu vou ficar aqui e tomar o rumo de casa
Se despediram com um forte abraço, o mesmo abraço que já havia acontecido ao longo do dia, ela seguia frente ao portão , e subitamente sentiu um arrepio em sua pele, denotava reação á aquele abraço.
Ela chegou em casa, foi tirando suas roupas e jogando pela sala, pela escada, deixando os sapatos na porta do banheiro, entrou no banho e suspirou:

- Hoje...sou sua ! sua meu querido...
Cobriu-se nas espumas, fechou os olhos e se permitiu.
-Chocolates, champanhe e hidromassagem!
- e eu?!

                                                  

hommage à toi

sexta-feira, 1 de julho de 2011

O Corredor

Cruzavam-se sempre no mesmo corredor.
- Sempre nesse corredor. Ele dizia.
Falava com ar cafajeste,  ar de quem peca ... ar de quem não presta.
Ela sempre fora vaidosa, e sua vaidade era de fato o que chamava a atenção dos homens, pois estava longe de ser bonita como as moças das novelas ou sarada como as capas de revista masculina.
Sempre chamara atenção pela forma como caminhava firme, o toc toc dos saltos, peito pra fora, queixo ave nuvens e claro o bom e velho batom nos lábios.
Sabia que era feio e imoral fantasiar com um homem casado, mas a ideia de cobiçar o proibido á atraia, á intimava e excitava.
Ao passar pelo estreito corredor mil coisas passavam em sua cabeça, insanos, profanos e perigosos pensamentos.
-carta para o apartamento 23!
Ela escuta e seus maus pensamentos são interrompidos pelo porteiro do prédio.
Ela segura as cartas, sorri e continua o trajeto ao seu lar doce lar.
Fechou porta á dentro, respirou:
- dessa vez escapei, ele não estava no corredor á me tentar!
Pensa e respira ...estava salva.
Mas até quando?
...sempre nesse corredor!